sexta-feira, 21 de março de 2014

PRESIDENTE DA EDITORA ABRIL SAI EM DEFESA DA COMPRA DA REFINARIA DE PASADENA


A compra da Refinaria de Pasadena pela Petrobras, acabou se revelando até aqui um mau negócio para a empresa. Como o Mercado de Petróleo é altamente volátil, é possível que no futuro, isso mude. Nada porém justifica, por parte da imprensa, essa fúria de acusações e de noticiário totalmente distorcido. mentiras sobre preços e condições de compra, estão sendo divulgadas, enquanto outras informações importantes para se entender o que de fato ocorreu, são omitidas.

Nesse contexto é até "engraçado" ver a manifestação do Presidente da Editora Abril - Fabio Barbosa - que saiu em defesa do negócio, e por tabela do governo e da presidente Dilma Rousseff. 

Fabio era conselheiro / integrante do Grupo de Administração da Petrobras quando da compra da Refinaria. Vai ser um prazer assistir a VEJA defendendo o governo, enquanto a outra BANDA da oposição MIDIÁTICA vai continuar tentando transformar um mau negócio, em negócio feito por maus.
=================================


Compra de Pasadena pela Petrobras era um bom negócio
A descoberta do pré-sal mudou os planos da empresa

Jornal do Brasil


Nesta sexta-feira (21) outra voz se fez ouvir em defesa do governo e da decisão de comprar a refinaria. De acordo com matéria publicada no site da Veja, Fábio Barbosa, atual presidente da Editora Abril, que edita as revistas Veja e Exame – cujas linhas editoriais são raivosamente contra o governo – se pronunciou em defesa da compra da refinaria. Barbosa era conselheiro da Petrobras, na época em que a operação foi aprovada por unanimidade pelo conselho de administração, do qual também fazia parte a presidente Dilma Rousseff.

"A proposta de compra de Pasadena, submetida ao Conselho em fevereiro de 2006, da qual eu fazia parte, estava inteiramente alinhada com o plano estratégico vigente para a empresa, e o valor da operação estava dentro dos parâmetros do mercado, conforme atestou então um grande banco americano, contratado para esse fim. A operação foi aprovada naquela reunião nos termos do relatório executivo apresentado", declarou Fábio Barbosa.

Outros empresários, ouvidos pelo site também defenderam o negócio. O ex-conselheiro Claudio Luiz Haddad, economista e empresário, afirmou ao jornal O Estado de S. Paulo que o ex-diretor da área internacional da Petrobras, Nestor Ceveró, fez apresentação consistente do negócio e recomendou sua aprovação. Haddad também lembrou que as negociações foram assessoradas por uma instituição financeira, que deu aval às condições de compra da refinaria. "O banco atestou que o preço se enquadrava à prática do mercado, e as condições eram normais. Sendo uma apresentação consistente, não havia nada que oferecesse qualquer tipo de duvida", disse.

19 comentários:

José Antônio disse...


Veja x Veja.

LRM disse...

" (...)Nesse contexto é até "engraçado" ver a manifestação do Presidente da Editora Abril - Fabio Barbosa - que saiu em defesa do negócio, e por tabela do governo e da presidente Dilma Rousseff. Fabio era conselheiro / integrante do Grupo de Administração da Petrobras quando da compra da Refinaria.(...)"
****************
Como diria um certo anônimo, queria que o cavalheiro que participou da maracutaia se posicionasse contra ela? Isso é que é engraçado: ver a cara-de-pau se manifestar tão cristalinamente.

QUÁ QUÁ QUÁ QUÁ QUÁ QUÁ QUÁ QUÁ QUÁ

BONDeblog S. O. disse...

Então senhora Lucia, a senhora está afirmando que a venda, o negócio com a Refinaria foi uma MARACUTAIA, e que todos os membros do então conselho da Petrobras participaram da ilegalidade ?

José Antônio disse...


Bond, vou sair do tema do post por que necessito de mais informações antes de dar palpites.

Vou voltar à última pesquisa do IBOPE e tecer algumas considerações:

- A pesquisa foi divulgada ontem 20 de março, ou seja a um pouco mais do que 6 meses da data do primeiro turno.

- Como todos sabem, 6 meses em se tratando de eleições, é muito tempo. Dá tempo para a oposição ultrapassar a Dilma e ainda sobra muito tempo para a Dilma voltar a ultrapassar a oposição.

- Assim sendo, tudo o que a gente pode falar e escrever é apenas fruto da fotografia de ontem e do filme que vem passando nos últimos anos. Qualquer tentativa de profecia, à la Míriam Leitão, está fora dos meus planos.

- Evidentemente, se as eleições fossem hoje, a Dilma ganharia no primeiro turno.

- Evidentemente, se a oposição continuar se comportando como vem se comportando há anos, a Dilma ganhará no primeiro turno.

- Detetei no blog do RA que seus leitores parecem se comportar exatamente como fizeram há 4 anos: continuam arjumentando que nunca foram consultados pelo IBOPE; continuam arjumentando que o PT ganha por que seus eleitores "foram comprados" pelo governo; continuam arjumentando que Dilma é autoritária; continuam arjumentando que Dilma é fantoche do Lula; continuam arjumentando que o Brasil vai passar por uma baita crise econômica; continuam ajumentando que não é verdade que a vida das pessoas melhorou. Ou seja, continuam arjumentando as mesmas asneiras de 4 anos atrás. Trabalho, mesmo que é bom, para apresentar alguma proposta válida e que convença os eleitores... nadica.

- Embora ainda falte muito tempo, a oposição perdeu cerca de 4 meses sem ter feito nenhum progresso. No mesmo período de tempo a intenção de voto em Dilma permaneceu estável.

- Embora sabendo que nenhuma eleição é necessariamente igual a qualquer das anteriores, não custa nada fazermos algumas comparações:

Nesta mesma época em 2010, o CNI/IBOPE divulgava suas pesquisas. Assim como hoje, a pesquisa anterior havia ocorrido em novembro do ano anterior.

Naquela época Serra, por efeito de recall, ainda liderava. Dilma era desconhecida. Observe gráfico em:

http://serranic.wordpress.com/2010/07/07/comecou-a-corrida-ao-planalto-e-quem-tem-lulatem-perna-longa/

Serra se encontrava em uma espécie de teto com bastante instabilidade: passou de 35% em setembro para 38% em novembro, retornando aos 35% em março.

Em outras palavras, o teto de Serra era ligeiramente inferior ao de Dilma, hoje. E muito mais instável.

A grande diferença é que sua oponente, Dilma, havia passado de 15%, em setembro, para 17%, em dezembro, e para 30%, em março.

Ou seja, no mesmo intervalo, entre novembro e março, Dilma havia feito o seu dever de casa e reduzido a diferença de 21% para apenas 5%.

Em outras palavras, enquanto hoje, a oposição deixou escorrer entre os dedos um pouco mais de 4 meses sem mostrar nenhum progresso, nas eleições passadas Dilma já ensaiava a arrancada que daria até outubro.

Como eu disse, ainda falta muito tempo e muita coisa ainda pode acontecer. Mas, na minha modesta opinião, se compararmos o quadro atual com o de 4 anos atrás, o clima não se encontra nada bom para a oposição.

Há algumas diferenças, ainda, entre o momento atual e o momento equivalente em 2010. Algumas mais favoráveis à Dilma e outras mais favoráveis à oposição. Sem querer tripudiar sobre a 'opô', tenho a impressão que as diferenças a favor da Dilma, hoje, sobrepujam, em muito, as diferenças a favor da oposição.

Por mais que tentem nos convencer que a população quer mudanças, não é isto o que aparece nas pesquisas de intenção de votos para Dilma. Se em 2010, o grande cabo eleitoral de Dilma era o Lula, hoje o grande cabo eleitoral de Dilma é Dilma e Lula.

Por este motivo, acredito que Aécio tem que mostrar seu cabo eleitoral: FHC. É a chance de Aécio equilibra a desvantagem que tem para Dilma.

José Antônio disse...

Correção no último parágrafo: "equilibrar".

BONDeblog S. O. disse...

José

O povo sempre quer mudanças. Eu quero mudanças na saúde, na educação, na segurança..., mas, sei que essas mudanças fazem parte de um processo, sei que o país vem 'mudando' para melhor e quem pode continuar a oferecer mais e melhor aos brasileiros é o que Dilma representa.

Não existem salvadores da Pátria. O povo já sabe disso faz tempo. O Brasil aprendeu com o engodo de Collor.

A situação da oposição é muito ruim.

Ela não sabe se comunicar.

Não tem nada de propostas para o Brasil.

Tem um telhado de vidro imenso.

Os leitores do RA podem continuar arjumentando o quanto quiserem.

H.P. disse...

Sr. Bond, está faltando seus comentários ao "vivo" e de voz própria. Ou o patrão não quis pagar o extra? Em caso positivo, de não querer pagar, demite ele.
Apesar da bricandeira, a nosso ver aqui, está faltando esses comentários.
Forte abraço.

LRM disse...

Sr. Bond,
Eu não afirmo nada, só constato a "cautela" com que os senhores tratam de um assunto mal-cheiroso envolvendo o PT, em oposição com o estardalhaço que fazem quando envolve o PSDB, e só o PSDB, pois até o PMDB costuma ser poupado.
O fato concreto é que essa compra da refinaria foi feita com o SIM de Dilma Roussef e isso trouxe um prejuízo de 1 bilhão ao país, fato este INCONTESTÁVEL. Quantas escolas e hospitais poderiam ser construídos com esse dinheiro?Ninguém vende nada por um valor e o recompra 1 ano depois por 10 vezes o preço vendido. Chamar os envolvidos de burros é fazer pouco caso das quadrilhas que atuam no governo do PT.

LRM disse...

Eu falei 10 vezes o valor da compra? Foi inúmeras vezes mais.......

LRM disse...

Sr. José Antônio, enquanto procura opiniões favoráveis ao PT nesse baita escândalo da refinaria de Pasadena (uma vergonha mundial), acredita que Dilma, que já teve 70% das intenções de votos e, mesmo estando diariamente na mídia em campanha, está muito confortável com seus 40% de intenções de votos.

Aguarde a campanha começar e mais escândalos surgirem.......

BONDeblog S. O. disse...

H. Pires

Eu não tenho estado bem de saúde. Daí que não estou conseguindo dar ao blog a dinâmica que gostaria e nem mesmo feito novos vídeos.

Muitos temas tem passado. A caixa de matérias está repleta de rascunhos. Mas, em breve tudo se normaliza. Nesse final de semana eu terei um pouco mais de tempo para o blog.

Um abração

BONDeblog S. O. disse...

Senhora Lucia

O 1 BILHÃO desviados dos trens de São Paulo nunca lhe incomodaram ?

Nunca li nada seu, escrito aqui sobre isso ?

O caso da Refinaria, como já escrevi, acabou sendo um mau negócio, mas, pode vir, no futuro a se tornar uma boa compra. O CASO ESTÁ SOB INVESTIGAÇÃO, e, para fazer afirmações de que houve algum tipo de falcatrua, temos que esperar o andamento das apurações.

Eu nunca falei no escândalo da ALSTOM E SIEMENS, antes de ficar comprovado pela justiça da SUÍÇA e do Brasil que os desvios ocorreram.

José Antônio disse...

Repito, D. Lucia, se é que a senhora não leu:

"Qualquer tentativa de profecia, à la Míriam Leitão, está fora dos meus planos."

Vá ver o blog de seu guru e veja se os comentários não continuam repetindo o mesmo tipo de arjumentação de 4 anos atrás.

Me diga se há algo de novo no pedaço. Alguma proposta para um Brasil capaz de fortificar os brasileiros... em sua integralidade.



Anônimo disse...

Querida Lucia, você acertou na mosca. Os petistas estão atordoados. Não sabem como agir. Claro, a forneria do PT já está assando uma pizza-desculpa e em breve ela vai aparecer. Veja o oportunismo do blogueiro até no título da matéria, como se a editora Abril estivesse avalizando o negócio sujo da refinaria. Pergunte ao cavalheiro Bond se o ex-conselheiro da Petrobrás fosse hoje funcionário da "Carta- Capital" se o nome da revista apareceria no título do post! O negócio da Refinaria de Pasadena foi desaconselhado por todas as empresas de consultoria internacionais, mas como você disse, e a imprensa divulgou, o negócio teve o SIM da Madame Dilma, e se concretizou. O caso é realmente escandaloso e parece até conto do vigário. Por essas e outras é que a Petrobrás perdeu 60% de seu valor no mercado. 1 bilhãozinho é nada perto deste prejuízo.

Anônimo disse...

Cavalheiro José Antônio, se acha sabido. Vou tomar a liberdade e responder pela Lucia: que motivos levam o vetusto a se importar tanto com o que dizem os comentaristas do Reinaldo Azevedo? Ali são pessoas comuns comentando assuntos relativamente comuns. Especialista que se preze e tenha tempo, abre seu próprio blog. Talvez o indigitado comentarista José ANtônio não tenha percebido que os comentaristas do guru da Lucia estão sempre trazendo propostas para um Brasil melhor. Essas propostas passam pelo afastamento do Brasil das ditaduras latinoamericanas e africanas. Passa pelo fim das bolas-esmolas e pela valorização do indivíduo frente ao coletivismo implantando pelo PT. Passa por uma reaproximação com os EUA e Europa, bem mais rentável ( até culturalmente) do que as irmandades terceiromundistas que temos hoje. Os leitores do RA querem o fim do populismo, da intervenção excessiva do estado na sociedade e mais liberdade. Os comentaristas do Reinaldo são até mais inteligentes do que a horda de radicais que vemos nos blogs de esquerda.

José Antônio disse...

Deu no Estadão:

"Rio - O ex-presidente tucano Fernando Henrique Cardoso disse nesta quinta-feira, 20, não ser favorável à abertura da CPI da Petrobrás agora, mas avalia que o desdobramento do caso depende do empenho do governo em investigar as denúncias de irregularidades na estatal. Para FHC, a proximidade das eleições presidenciais pode 'partidarizar' a apuração."

Huuummm??? Por que será? Proximidade das eleições? 'Partidarizar' a apuração?

Ora, se o PT fez uma grande burrada, eis o momento da oposição aproveitar. Principalmente se for próximo às eleições, não é mesmo?

Ah, sim... FHC é um cavaleiro e não quer provocar um estrago nas chances da Dilma vencer as eleições em outubro. Seria isso?

José Antônio disse...

Perdão: FHC é um cavalheiro.

José Antônio disse...

Repetindo:

Por este motivo, acredito que Aécio tem que mostrar seu cabo eleitoral: FHC. É a chance de Aécio equilibrar a desvantagem que tem para Dilma.

Vamos Aécio. Papo reto! Mostre FHC na sua chapa.

FHC e Aécio, tudo a ver!

Vou ajudar: FHC = Fernando Henrique Cardozo!


José Antônio disse...


Corrigindo: Cardoso.

EM DESTAQUE - LEIA AGORA

PSDB - UM PARTIDO DE COVARDES E CONIVENTES COM A PREVARICAÇÃO

NÃO SÓ DE CORRUPTOS E ACUSADOS DE CORRUPÇÃO, MUITO MAIS DO QUE ISSO, O PSDB É UM PARTIDO DE POLÍTICOS COVARDES, OPORTUNISTAS (MURISTAS...

AS DEZ MAIS LIDAS NO MÊS